Image Map

24 novembro 2010



Pets: Carrapatos


Por Marina Conforti
Acho que a cada 10 cães, 11 deles tem ou já tiveram carrapatos e pulgas.
Esse é um mal que incomoda muito, tanto nós, como eles. Nós, pela higiene. Apesar do carrapato do cachorro, o Rhipicephalus sanguineus, não nos trazer nenhuma doença, (pelo menos no Brasil) não é nada agradável os ter circulando pela casa. Agora, para os nossos bichinhos, é bem mais do que isso...

O carrapato chega até nossos animais pelo vento, ou pelo contato direto com um local em que ele esteja (grama, rua, outros animais). E além da coceira, causada pela reação alérgica a picada do carrapato, pode causar doenças sérias como a Erlichiose ou a Babesiose, a famosa “doença do carrapato” causa um grande desconforto ao animal. Ele para de comer, fica desanimado, com febre, e anemia (mucosas pálidas) que é um dos principais sintomas dessa doença. Podem ocorrer também sangramentos pelas narinas, olhos, gengivas e ouvidos. Ele deve ser levado o mais rápido possível ao veterinário, pois se não tratada rapidamente, o quadro pode evoluir e causar o óbito do animal. Geralmente é realizado um exame de sangue para a confirmação da doença.

Então, o carrapato pode ser mais sério do que nós pensamos. Vamos eliminá-lo?
 Para nossos animais, nada de banhos com carrapaticida. Esses produtos são altamente tóxicos, podendo intoxicar tanto o animal, como o dono. “Já vi casos de o cachorro chegar na clínica intoxicado por carrapaticida e o dono ter que ir para o hospital por intoxicação na mesma hora, é horrível!”.

Então para eles, existem coleiras de longa ação, podendo durar de 3 até 7 meses e  produtos sprays ou “pour-on” que é uma pipetinha com o liquido que é colocada na nuca do animal.
Esses produtos como o pour-on devem ser colocados sempre na nuca do animal, pois é um lugar em que ele não consegue lamber. Se o caso for spray, que deve ser aplicado em todo o corpo, o animal deve ser vigiado para que não lamba o produto. Mas lembre-se sempre: não dar banho em seu animal 3 dias antes e 3 dias após a aplicação de qualquer produto. Caso contrário, ele perde a eficácia. No caso da coleira, ela deve ser retirada em todos os banhos do animal. A tosa freqüente do animal também ajuda a combater o carrapato, pois com o pêlo curto, fica mais difícil do carrapato chegar até o bichinho e nós também enxergamos com mais facilidade, caso o animal esteja com carrapatos.

Agora devemos prestar atenção no ambiente. Não adianta colocar uma coleira contra carrapatos no seu bichinho se o ambiente continuar contaminado. Ai sim, existem soluções que devem ser diluídas e aplicadas no ambiente. Para melhorar a eficácia desses produtos, não podemos nos esquecer dos lugares preferidos pelos carrapatos e pulgas: frestas de pisos, e cantos de parede, principalmente no teto!

Para aplicar esses produtos em casa, deixe longe crianças e os animais pois mesmo diluído, eles ainda são muito fortes.

Qualquer desses produtos, tanto para os animais como para nossa casa são encontrados em agropecuárias ou pet-shops.

Na suspeita de qualquer reação do seu animal a um desses produtos, leve-o a um veterinário, pois a intoxicação pode ser perigosa.

Portanto, cuidado e proteja você e seu melhor amigo!!  

9
Comentários via FaceBook

9 comentários:

  1. Ahh, adorei o post! É difícil se ler nos blogs sobre cuidados com animais, gostei bastante pq amo animais! Estou com blog novo, aguardo sua visita! beijinhos s2

    ResponderExcluir
  2. Bom saber. Não quero q aconteça nada de mal com a minha filhota. Bjo

    ResponderExcluir
  3. Que bom que gostou Jennifer!

    qualquer dúvida, só falar!

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post!!
    Minha boxer nunca tem carrapato,eles nao gostam muito dela não,mas em compensação pulgas...
    Meu border collie,como é peludo,carrapato não parar,mas a minha vira-latas é lotaaada!E os bichos são muito grandes!
    Todo dia eu tiro e todo dia tem carrapato novo!

    ResponderExcluir
  5. Teca.. é sempre bom ficar atento né? Eles são terríveis...
    Bjo!

    Tarsila, que bom que gostou!
    Os remédios que previnem carrapato, também previnem pulgas viu? tente achar um que se adapte bem aos seus animais para amenizar isso..

    *Um bom lembrete Tarsila!
    Geralmente os maiores são fêmeas cheeias de ovos! Então lembre-se de NUNCA apertá-los ou estourá-los pois assim vc espalha ovos para todos os lados.
    O certo é vc retirar e jogar em álcool ou no vaso sanitário.

    Acabei esquecendo de colocar no post!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Tenho cachorro e realmente é complicado eliminar pulgas e carrapatos,não pela falta de cuidados,mas p/q tem uns cachorros que os donos não cuida e quando eu vou passear com o meu já viu né...Gostei muito do post.

    ResponderExcluir
  7. olá Ale Carnevalli, eu tenho dois cachorros e um dias desses estava acompanhando o seu blog até ver um bicho estranho em meu cachorro, graças a suas informações eu pude salvar o meu cachorro do bicho do carrapato e muito obrigado mesmo. Espero que leia isso, pois quero que descubra que salvou um lindo cachorro que esta em minha família a 8 anos. Muito obrigado!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  8. @Guri
    Olá Guri!
    Obrigada por compartilhar com a gente! É muito gratificante!
    Mas agradeça mesmo a Marina, ela que dá essas dicas maravilhosas sobre nossos bichinhos queridos!
    Bjksss

    ResponderExcluir
  9. @Guri

    Nossa, como é bom ler essas coisas Guri! É muito gratificante mesmo!
    Fiquei muito feliz em saber que pude ajudar!

    Super beijo pra vc e p/ seus cães! =D

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante!

P.S. Você pode adicionar o link do seu blog, desde que o comentário seja referente ao post e não propaganda particular.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...