Image Map

29 fevereiro 2012



Sindrome do pânico na visão da Medicina chinesa

O pânico ou as diversas formas de fobia (ou medo) é uma das causas mais frequentes de procura a psiquiatras e pode-se considerar que a doença esteja em segundo lugar de todas as queixas emocionais, precedido apenas pela depressão.

É frequente a associação da síndrome pânico com a síndrome depressiva.

A crise ou síndrome do pânico é detonada a partir de situações de má qualidade de vida, agitação dos grandes centros urbanos, o estresse, a correria e as pressões.

De acordo com as pesquisas, de 2 a 4% da população é atingida por este mal, que já é considerado um sério problema de saúde.

De acordo com a Medicina Chinesa-Acupuntura, a síndrome do pânico está relacionada a uma associação de deficiências energéticas que acaba comprometendo todo o equilíbrio do corpo e mente humana.

SINTOMAS PRINCIPAIS:
- palpitações
- sudorese
- tremores ou abalos
- sensações de falta de ar ou sufocamento
- sensação de asfixia
- dor ou desconforto torácico
- náusea ou desconforto abdominal
- tontura ou vertigem
- sensação de não ser ela (e) mesma (o)
- medo de perder o controle ou de “ enlouquecer”.
- medo de morrer
- formigamentos e
- calafrios ou ondas de calor.

A MTC tem uma visão toda sua do ser humano.
Nenhum ser humano existe sem ser detentor de três tesouros: Jing, Qi e Shen.

Esses três tesouros são importantíssimos para a vida física, emocional e psíquica. Desequilíbrios energéticos em um ou mais desses tesouros não raro são a causa de distúrbios psicoemocionais.

A síndrome do pânico tem tratamento em MTC.

O desafio do terapeuta é identificar que estruturas energéticas e/ou orgânicas acham-se implicadas num dado caso.

Como você já deve saber, a MTC não trata doenças; ela trata indivíduos e seus desequilíbrios ditos energéticos.

Entre as possíveis causas da síndrome do pânico (e repito: cada caso é um caso) acham-se:

• Deficiência do Jing dos Rins
• Deficiência de Qi e de Sangue
• Deficiência do Qi do Fígado e da Vesícula Biliar
• Deficiência do Qi do Coração e da Vesícula Biliar
• Fogo do Coração
• Sobrecarga do Fígado

Essas seis possibilidades não são limitativas.

Um paciente pode apresentar uma ou mais dessas ou ainda outras síndromes, isoladamente ou em conjunto.

Uma vez identificadas as causas, o médico, pode elaborar uma estratégia terapêutica em acupuntura e/ou farmacopeia chinesas.

Como a acupuntura pode atuar no tratamento?
Conforme já foi dito, na Síndrome do Pânico ocorre um esgotamento da energia Jing, que é a essência da energia do Rim.

O mecanismo da harmonia da energia Qi (energia vital) e do Xue fortalecem o Jing e a energia do Rim assim se consolida.

“O objetivo da acupuntura é promover esse equilíbrio energético."
Através da harmonização energética que flui pelo corpo, vai ser promovido um equilíbrio do estado emocional.

A acupuntura além de prevenir e combater a Síndrome do Pânico, consegue alinhar as energias dos meridianos consumidos pelos agentes causadores do problema e manter o paciente sem os sintomas que incomodam tanto e atrapalham a vida dos portadores desse terrível problema do mundo moderno.

Os pacientes com transtorno do pânico podem necessitar sempre de companhia quando saem de casa e, posteriormente, podem até se recusar a sair de casa devido ao medo de passar mal na rua, de morrer subitamente ou enlouquecer ou perder o controle de repente.

Eles também citam, geralmente, um desejo de fugir urgente de onde quer que o ataque possa ocorrer.

Algumas vezes podem apresentar ansiedade antecipada diante da possibilidade de ter que sair de casa.

Normalmente esses pacientes têm muitas dificuldades em dormir desacompanhadas.

O Psicólogo busca auxiliar o paciente no desenvolvimento de seu auto suporte.


Síndrome do Pânico na visão oriental

De acordo com a Medicina Tradicional Chinesa (M.T.C), a Síndrome do pânico está relacionada a uma associação de deficiências energéticas que acaba comprometendo todo o equilíbrio do corpo e mente humana.

Segundo a M.T.C, os cinco elementos da energia da natureza são representadas por Madeira, Fogo, Terra, Metal e Água.

Na Síndrome do Pânico ocorre um esgotamento da energia Jing, que é a essência da energia do Rim. Entre os cinco elementos, é o órgão que se relaciona com o medo e o pânico e está representado pelo elemento Água.

Basta observar que em momentos de medo extremo, pavor, pânico, é comum notar que muitas pessoas tendem a perder o controle urinário e urinam na roupa.

Para entender melhor a Síndrome do Pânico, imagine uma casa com todas as luzes acesas, chuveiro ligado, todos os aparelhos elétricos ligados... O que vai acontecer depois de um tempo?

Uma queda total de energia com o desarmamento do disjuntor.
Se você ligar o disjuntor novamente ou fizer uma ligação direta e não desligar os aparelhos, irá ocorrer uma queda de energia ou um curto-circuito e a casa pode até pegar fogo.

Fazendo uma analogia com o corpo humano, onde o organismo e os neurônios estão sobrecarregados, ocorre a síndrome do pânico, que poderíamos considerar como uma espécie de apagão.

O objetivo é proteger o organismo em estado de estresse, que leva a um alerta máximo; e não deixar os neurônios "torrarem". Ou seja, a síndrome do pânico corresponde à queda do disjuntor.

Continuando a analogia entre casa e corpo humano, os remédios equivalem a fazer uma ligação direta para manter a casa em funcionamento.

O combate efetivo seria desligar os aparelhos que não precisam estar ligados e, no caso do corpo humano, combater os fatores de estresse e preocupação que geraram a síndrome do pânico. Para isso é necessário: relaxamento, yoga, atividade física moderada, meditação, dieta e sono regulares, psicoterapia, acupuntura. Enfim, mudanças de hábitos de vida para que ocorra uma melhor qualidade de vida.



Como a acupuntura pode atuar no tratamento?
Conforme já foi dito, na Síndrome do Pânico ocorre um esgotamento da energia Jing, que é a essência da energia do Rim.

O mecanismo da harmonia da energia Qi (energia vital) e do Xue fortalecem o Jing e a energia do Rim assim se consolida.

O objetivo da acupuntura é promover esse equilíbrio energético.

Através da harmonização energética que flui pelo corpo, vai ser promovido um equilíbrio do estado emocional.
A acupuntura além de prevenir e combater a Síndrome do Pânico, consegue alinhar as energias dos meridianos consumidos pelos agentes causadores do problema e manter o paciente sem os sintomas que incomodam tanto e atrapalham a vida dos portadores desse terrível problema do mundo moderno.

Resultados:

Os resultados dos tratamentos são satisfatórios.

Por isso, o tratamento deve ser feito no controle dos sintomas e um acompanhamento deve ser feito por algum tempo, pois os fatores de tensão, ansiedade e de estresse nunca serão extintos da vida.

Dicas da Sol:
Bom meninas, eu particularmente amo medicina chinesa até porque trabalho com ela também.
E graças a esta medicina milenar, temos várias maneiras de tratar um cliente com síndrome do pânico.

Conforme o texto acima a acupuntura, a fitoterapia chinesa e brasileira são excelentes, além da cromoterapia, dos Florais, da Auriculoterapia e por aí vai.

A alimentação saudável é fundamental. Sempre!!!!!
Evitar comer “bobagens”, fast foods.

A pessoa que se encontra em tratamento e que ao longo dele começa apresentar melhoras, muitas vezes já tem disposição para fazer exercícios físicos que ajuda a aumentar serotonina, Lítio etc...
Mas as melhores dicas que eu posso dar a todas vocês são:

Sejam felizes!!!!
Aproveitem a vida!
Não lamuriem! (O negativo atrai mais negativo)
Todos os dias quando você acorda, é uma nova chance de recomeçar.
Levante a cabeça, acredite no Deus do seu coração.
E se você que está lendo este post apresentar alguns destes sintomas, procure orientação profissional.
Não deixe o tempo passar.

Um grande bjo!
Fiquem com Deus!
Paz profunda!
Fonte:
Arquivo pessoal Sol Neves
www.anacleliamattos.med.br
Dra. Ana Clélia Mattos é médica, formada na Universidade Franciscana em Bragança Paulista em 1983.
Residência médica em Pediatria nos anos 80.
Pós-graduação em Homeopatia em 1990, com aplicação em Homeopatia Unicista, Pluralista e Complexista, na antiga Associação Brasileira de Homeopatia, Hospital do Servidor Municipal e no IBHE em São Paulo.
Pós – graduação em Medicina Chinesa e Acupuntura na Escola Paulista de Medicina (Unifesp).
Pós-graduação em Fitoterapia Chinesa, na AMBA.
Curso de Fitoterapia brasileira no CEATA
11
Comentários via FaceBook

11 comentários:

  1. Gostei muito da analogia que vc fez sobre a casa com o "apagão" e o corpo humano...deu pra entender direitinho,eu já tive sintomas de pânico e é desse jeito que vc explicou.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pelo seu comentário Katia.
    O objetivo é sempre ajudar,e na medida do possível esclarecer.
    Bjo grande!

    Sol Neves 

    ResponderExcluir
  3. Bem interessante o post!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi Sol,o Jack esta em tratamento a dois meses,melhorou um pouco mas ainda acho que e um caminho longo a ser seguido,beijo e paz.

    ResponderExcluir
  5. Eu A-M-O acupuntura!!! Já fiz e recomendo MUITOOO!!!
    A auriculoterapia também é maravilhosa... Digo isso porque trabalho com ela.
    Toda vez que leio seus posts Sol, desperta em mim cada vez mais a vontade de estudar a MTC.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  6. Olá Vanessa...olha é relativo mesmo, até porque o emocional tem tudo a ver viu.
    Mas com um profissional gabaritado, e ele fazendo tudo direitinho ele chega lá com certeza.
    Bjo em todos! 
    Obrigada por comentar, espero vc aqui sempre viu.

    ResponderExcluir
  7. Olá Stella fico feliz que gostou.
    Se tiver alguma sugestão é só enviar.
    Bjo grande!

    ResponderExcluir
  8. Já tive casos na família, super complicado!

    ResponderExcluir
  9. É verdade Liliana, eu adoro Auriculoterapia, acho bastante eficaz, principalmente me casos de AVC, dores em geral.
    É apaixonante a MTC, quanto mais se estuda, mas tem o que aprender né não LiLi?
    Bjos querida!
    Obrigada pelos elogios, pelo carinho..."Fofa"!!!!!!!rsrssrsrsrs

    ResponderExcluir
  10. É verdade Nique, complicado e triste, tanto pra quem sofre quanto para a família que acompanha.

    Bjos!

    Sol Neves

    ResponderExcluir
  11. Estava com síndrome do pânico e não sabia... achei que fosse um problema cardíaco. O cardiologista analisou meus exames e me recomendou acupuntura, pois nada de anormal foi detectado.
    Após a quinta sessão, sinto-me outra pessoa. Não tenho mais a terrível sensação de opressão e respiração ofegante, estou mais confiante e minha pressão arterial voltou aos níveis normais. Acupuntura é uma ciência milenar e muito eficaz, chamo isso de MEDICINA INTELIGENTE - não tem efeitos colaterais e dá uma sensação de relaxamento maravilhosa. Fiquei fã!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante!

P.S. Você pode adicionar o link do seu blog, desde que o comentário seja referente ao post e não propaganda particular.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...