Image Map

12 junho 2013



"Especial dia dos namorados"




Com que moeda você negocia no amor?

Por sermos diferentes uns dos outros, enquanto nos relacionamos tentamos convencer o outro sobre nossas ideias e desejos. Assim é o exercício de existir. Portanto, negociar não é, em princípio, um problema ou uma ofensa. A questão, no entanto, é: com que moeda você negocia?


Em geral, é nas relações mais significativas que mais negociamos. Afinal, é nelas que os resultados mais contam para nossa alegria e satisfação ou para nossa frustração e - felizmente - aprendizado. Sendo assim, tudo começa exatamente aí: quanto você está maduro para lidar com as alegrias e também com as frustrações que fazem parte de qualquer relacionamento?

Quanto mais infantil e insegura for uma pessoa, mais ela negociará com moedas que machucam, agridem e desvalorizam o outro. Ao contrário, quanto mais amadurecida ela for, mais usará moedas que edificam, acariciam e valorizam o outro.


Sendo assim, o que você faz quando se sente contrariado ou irritado com o outro? Como você reage? Pensa antes de tomar qualquer atitude ou age impulsivamente? Deseja apenas dar o troco e provocar nele os mesmos sentimentos ruins ou olha também para si e se questiona sobre por que você está se sentindo desta forma?

Tem gente que não quer nem saber! Negocia na mesma moeda! Não atendeu o celular? Também não vou atender. Não avisou que ia sair? Também vou sair sem dar nenhuma satisfação. Tem gente que negocia no grito. Fala tudo o que vem à cabeça, em alto e bom som, geralmente exagerando, relembrando coisas do passado e esbravejando até o que não deve.

Tem gente que negocia com o silêncio. Dias sem falar com o outro. Quando ele pergunta o que está acontecendo, a resposta é tão categórica quanto incoerente: "nada"! Tem gente, em geral as mulheres, que negocia com sexo. Se o outro saiu da linha, vai pro sofá. Abstinência sexual completa!

E você, que moeda usa? Qual sua verdadeira intenção? Negocia para que os dois ganhem ou negocia para que você sempre consiga o que quer? Deseja conquistar o outro para que, juntos, cheguem a um consenso, ou cobrar, exigir e 'castigar' quando não consegue o que deseja?
Sei que nem sempre é possível conversar.

Às vezes, em momentos onde os ânimos estão muito alterados, o melhor é calar.


E quando nem calar for possível, que se grite que se fale demais, que se percam as estribeiras.

Mas que sempre, sempre mesmo, os dois estejam dispostos a retomar a questão e resolvê-la de modo maduro, ouvindo e considerando o outro - como ele é, e não como a gente gostaria que ele fosse.
E que, acima de tudo, ambos possam admitir sua parte no desentendimento e se desculpar, lembrando que o maior desejo é que esse encontro de amor possa servir para que se tornem mais apurados para a alegria e para o prazer. Isto é negociar sábia e amorosamente.

Comentários da Sol:
Pois é meninas, relacionar-se é sempre bom, mas dependendo do que se almeja as coisas acabam se complicando um pouco.
Estar com alguém pode ou não ser uma tarefa fácil, gostosa, e democrática.
Você sabe impor o que deseja? Sabe negociar uma questão em seu relacionamento?
 Os dois têm direitos e deveres!!!
A relação pra ser boa, precisa estar em profunda harmonia, confiante e democracia para ambos os lados.
Falar é necessário, ouvir também!
Mas fica a dica... Procure resolver qualquer questão com seu parceiro ou parceira, não durma com raiva.
Não permita que maus pensamentos venham à tona, fazendo com que você ou ele se vingue.
A pessoa sábia resolve!

E lembre-se: Não faça com o outro, o que você não gostaria que fizessem contigo.

Pessoas equilibradas procuram se conhecer para não projetar nos outros expectativas próprias, além do mais, cada pessoa pensa de uma maneira.
Nós mulheres, na maioria das vezes queremos que nosso parceiro seja vidente e adivinhe o que queremos, ou que faça da nossa maneira. Mas na maioria das vezes o parceiro não sabe do nosso ponto de vista, até porque ele já tem o ponto de visa dele sobre o assunto. Então surge a falha na comunicação.
Seja límpida, cristalina sobre seu ponto de vista sempre!

Não existe receita de bolo para fazer com que um casal seja eternamente feliz.
O melhor método é o seu. E quando dá certo, é porque existe fé, união, disciplina e liberdade interior e principalmente o autoconhecimento.
Então use e abuse do seu autoconhecimento para ficar feliz à sua maneira.
Feliz dia dos Namorados!
Desejo muito beijo na boca pra vocês!kkkkkkkk

E como diria Renato Russo: "Disciplina é liberdade".

Pra finalizar o post vamos ver e ouvir um som no clima para este dia.




Fonte: Baseado no texto de Rosana Braga Palestrante, jornalista, consultora em relacionamentos.
Imagens: Google
Video: Youtube
Comentários: Sol Neves


6
Comentários via FaceBook

6 comentários:

  1. "Falar é necessário, ouvir também!"...acho que é uma prática de excelência na busca pela harmonia. Tentarmos agir e reagir da mesma forma como gostaríamos que o outro fizesse, exige prática, mas o retorno é sensacional.
    bjkas!

    ResponderExcluir
  2. Adorei Sol!
    Que possamos nos tornar pessoas cada vez melhores, para os nossos relacionamentos!
    Feliz dia dos namorados!!!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  3. É verdade Bia...Mas o importante é tentar!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  4. Amiga pra vc também!
    Vamos todos tentar ser cada dia melhores, é como aquela frase: "De dia para dia, em tudo e por tudo, vou cada vez melhor."
    Certo?
    Bjos!

    ResponderExcluir
  5. Certíssimo!!! ;)
    Beijosss

    ResponderExcluir
  6. Então vamos em frente!!!!
    Bjos!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante!

P.S. Você pode adicionar o link do seu blog, desde que o comentário seja referente ao post e não propaganda particular.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...