Image Map

22 agosto 2013



Filme: "A Hospedeira"


Começo dizendo que “A Hospedeira” – da autora Stephenie Meyer, mesma da Saga Crepúsculo – foi o melhor livro que li em 2010 (Veja aqui: http://migre.me/fP4yX). O livro “A Hospedeira" ficou 26 semanas no topo dos livros mais vendidos da lista do jornal The New York Times e 36 semanas na lista do jornal Los Angeles Times. 

Quando lançaram o filme, confesso que não fui assistir de imediato, com muito medo de me decepcionar... tanto é que só agora criei coragem e o assisti.

Filme

Para a minha surpresa e alegria, o filme é simplesmente lindo, bem feito e muito bem dirigido. Arrisco-me a dizer que achei bem fiel ao livro, lógico que contado de maneira compilada (mas qual filme que veio de um livro não é, não é verdade?). Os buracos encontrados na trama só são percebidos mesmo por quem leu o livro.

Filme

Mas porque “A Hospedeira” não bombou como a Saga Crepúsculo? Bom, na minha humilde opinião, todo e qualquer filme que siga a mesma linha, não fará o sucesso de Crepúsculo. Afinal, são filhos, netos e sobrinhos da grande saga e sempre haverá comparações... inevitável. 

“A Hospedeira” segue a linha Stephenie-Meyer-de-ser", ou seja: Muito romantismo, cheio de suspense e abordando a relação entre seres diferentes (mas relaxem, dessa vez não são vampiros e nem lobisomens, ok!). Ahhh e não podia faltar o triângulo amoroso, porém de uma maneira bem curiosa e inusitada. 

Mesmo com tantas semelhanças, achei tudo mais intenso, mais profundo, mais emocionante, mais eletrizante e até mais maduro (apesar de ser um filme mais focado para o público adolescente).

Filme

O elenco foi bem escolhido, muito embora não haja um festival de rostinhos tão massivamente conhecidos: Diane Kruger (no papel da vilã/buscadora), Max Irons (Sonho de consumo de muitas adolescentes mundo afora) e a Saoirse Ronan (Que faz a protagonista e ficou muito convincente no papel de Melanie/Peg).

Filme

Sinopse (Segundo o site Adoro Cinema):
A fome e a violência foram erradicadas da Terra, bem como os problemas climáticos do planeta foram resolvidos. Estes feitos foram conquistados graças aos seres alienígenas conhecidos como almas, que ocupam corpos humanos como se fossem parasitas. Pregando uma sociedade baseada na paz, as almas perseguem os poucos humanos que ainda não foram dominados. Um deles é Melanie Stryder (Saoirse Ronan), que se sacrifica para que o irmão caçula, Jamie (Chandler Canterbury), possa escapar. Melanie passa a ser dominada por uma alma chamada Peregrina, que tem por missão vasculhar suas memórias para encontrar rastros de outros humanos. Entretanto, a consciência de Melanie ainda está viva dentro do corpo, o que faz com que Peregrina tenha que lidar com ela constantemente. Com o tempo, a alma fica cada vez mais fascinada com a vida e os sentimentos que Melanie tinha e passa a protegê-la de Buscadora (Diane Kruger), que deseja capturar seus amigos humanos o quanto antes.


Assista ao trailer: 

                                 

A sensação é que a autora do livro engatinhou com a saga Crepúsculo e deu seus passos definitivos com A Hospedeira, sabe? O livro, devorei. O filme, me arrancou arrepios. Sim, sim, sim, sou uma romântica incorrigível.

Comparações à parte, eu acho que o filme foi muito bem adaptado ao cinema. Roteiro bacana, direção primordial, efeitos especiais convincentes e ótimas interpretações.

Filme

Vale o balde de pipoca sim. Sendo você adolescente ou adulto, não importa...se tem uma mente jovem, aberta e adora o estilo da escritora Stephenie Meyer, pode se jogar sem medo de ser feliz!
Beijocas!


10
Comentários via FaceBook

10 comentários:

  1. Adorei Bia!! Mas quero ler o livro antes! Sempre acho os livros mais intensos.
    Acredito que a Rafa vai gostar da estória também.
    Valeu pela dica!
    Beijinhosss

    ResponderExcluir
  2. Para a listinha já!!! Adorei o post. Bjkas

    ResponderExcluir
  3. Rô,você que gosta muito de ler, tenta mergulhar no livro antes. ;)
    bjkas!

    ResponderExcluir
  4. Ale, você acredita que quando eu estava digitando o texto pensei exatamente na Rafa e numa sobrinha minha da mesma idade? mas acho que nós (adultas, porém jovens kkkkk) também conseguimos curtir esse estilo de filme. Se você tiver mesmo oportunidade de ler o livro antes, eu acho que depois no filme você se emociona de forma diferente, sabe?!
    Depois me conta.
    Bjkas!

    ResponderExcluir
  5. Gosto mesmo, Bia. Infelizmente, minhas leituras de ultimamente se concentram em textos que contêm as letras Z, S, J e os dígragos ch, nh, lh ... Se é que vc. me entende!!! kkkk

    ResponderExcluir
  6. Ahh eu assisti e adorei, gosto desse estilo de filme!!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  7. Amiga, eu tenho um temperamento todo juvenil dentro de mim, adoro filme de adolescente! kkkk Pelo que vc está dizendo vou adorar!!
    Bjksss

    ResponderExcluir
  8. kkkkkk Eu sei bem como é essa fase e a Rafa me deu muiiiiiiito trabalho, até psicologo já levei ela pensando que ela tinha problema com concentração, mas era só sem-vergonhice mesmo... rs Agora logo vou passar por isso com o João Pedro, vamos ver como ele vai ser...

    ResponderExcluir
  9. kkkkkk entendo sim...já passei por isso.

    ResponderExcluir
  10. Que bom Nathália. Aproveita e dá uma olhada nas outras sugestões de filmes, aqui no blog.

    Bjkas!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante!

P.S. Você pode adicionar o link do seu blog, desde que o comentário seja referente ao post e não propaganda particular.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...